______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Tem uma banda do lado de cá: entrevista com Instiga

A banda Instiga, que começou sua carreira em 2001 no município de Campinas, já foi um quarteto e atualmente é um trio formado por Christian Camilo (vocal, guitarra), Gabriel Duarte (baixo) e Sérgio Lombardi (bateria). Eles já estão no terceiro disco (Tenho uma Banda) que foi lançado recentemente de maneira independente. Com influências que vão de Led Zeppelin a Nirvana, Nick Drake a All, passando por Beirut e Debussy, o guitarrista Christian concedeu uma entrevista ao Canibal Vegetariano, falando sobre o novo disco, cena de Campinas, os futuros projetos da banda, etc.

Canibal Vegetariano: Vocês estão lançando o terceiro disco de uma carreira de sete anos, de onde vem a inspiração para as composições? Vocês já receberam propostas para assinar com alguma gravadora?
Christian: Não recebemos propostas de gravadoras ainda. A inspiração vem da vontade de ter bons discos, e boas músicas.....acredito que as letras são leves, não são carregadas de poesia, mas são carismáticas....às vezes são até crônicas de algum fato, de algum amigo da banda...de algo cotidiano.

CV: Este terceiro disco teve o apoio da Prefeitura de Campinas. Como vocês conseguiram esse apoio e como funciona o incentivo? Quais são os critérios? O Festival Auto Rock também tem o apoio da Prefeitura. Como vocês vêem esse incentivo da entidade pública e qual sua importância?
C: Teve o apoio sim. O Gabriel fez um projeto quando abriu o edital e felizmente eles aprovaram. Sei que o Auto Rock teve apoio no último ano....mas nos anteriores acredito que não teve.
Se o apoio vier para mais artistas e estes derem retorno acho fenomenal.....e até essencial para músicos e artistas que não têm recurso financeiro. Só acho que a burocracia desse tipo de incentivo é uma barreira lamentável....

CV: Quais os lugares que vocês já tocaram? Já teve alguma turnê pelo exterior? Se não houve, existe essa possibilidade?
C: Já tocamos em muitas cidades do Estado de São Paulo. Fizemos turnê em 2007 para o sul (tocamos em Curitiba, Florianópolis e Joinville). Tocamos em BH e é corriqueiro nos apresentarmos em São Paulo...Já tocamos nos principais clubes e boates do circuito underground da capital.


CV: Atualmente, quais as maiores dificuldades em ter uma banda? O estilo que vocês tocam chega a ser um pouco discriminado por parte do público?
C: Não sei nem por onde começar.........é fácil fazer música e tocar bem. Quando começa envolver shows, compromissos, ensaios e grana é que a coisa complicada para toda banda que quer levar a sério a possibilidade de fazer shows e gravar discos.
Quanto ao público dos nossos
shows nunca senti discriminação...acho nosso som bem acessível, ao mesmo tempo que é experimental não deixa de ser pop. Nada mais indie....sei que não existem muitas bandas assim no cenário nacional, apesar de conhecer várias.


CV: Campinas é uma cidade que está contribuindo em muito com a cena independente do País. Existe uma cena local ou é cada um por si?
C: Mais ou menos........ Existem poucas pessoas que se movimentam para tentar fomentar a cena local. O ET, o Milton do Bar do Zé e a festa Rock 'n' Beats são alguns ícones do rock na cidade. Mas a sensação que tenho é que tem muito mais banda de rock do que shows e espaços pra shows. Fica todo mundo esperando ser convidado pra tocar...assim fica limitado.


CV: Voltando ao Instiga, vocês têm um membro morando na Bélgica. Ele continua fazendo parte da banda? Como é o processo criativo de vocês. Todos compõem juntos ou cada um traz seu material de casa?
C: O Heitor já voltou. Ele não é mais integrante fixo, mas ele é meu parceiro de composição desde 1999...temos muitas composições juntos.
No Instiga o processo de composição é bem democrático, todos podem dar sugestões mas geralmente a iniciativa ou a idéia nasce de algum riff ou letra que alguém tenha criado e então trabalho em cima. Graças ao 'e-mail' o Heitor pode participar do processo de produção, enviando rascunhos e dando sugestões para o Instiga

CV: Os membros da banda, vivem de música ou vocês tem trabalhos paralelos? Se trabalham fora, você acredita que isto dificulta a criação de músicas, álbuns e etc.?
C: Todos os integrantes da banda estão vivendo da música (os integrantes 'fixos'), contudo, o volume de trabalho que temos é grande e isso cria algumas dificuldades de compromissos.

CV: Como vocês encaram esse lance de internet. Vocês são a favor da disponibilização de músicas grátis na rede ou preferem vender os CD's?
C: Somos a favor 'em termos'. Queremos ter o controle, ou pelo menos saber que fonte está disponibilizando nossa música. Logicamente que aprovamos o compartilhamento entre usuários.

CV: Após o lançamento desse novo disco "Tenho uma Banda", quais os próximos passos a seguir?
C: Tocar em festivais, ganhar mais experiência e fazer clipes.

CV: Christian, o espaço é seu. Divulgue onde a galera pode encontrar os discos, camisetas entre outros produtos da banda. Obrigado pela entrevista.
C: Entrem no site do Instiga – www.instiga.com
E deixo o email da banda para dúvidas sobre onde comprar nosso disco (estamos distribuindo o "Tenho uma banda" pelo Estado de São Paulo) e outros artigos.
contato@instiga.com

Nenhum comentário: