______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Auto Rock Campinas: dez dias de rock e cultura independente


Em uma dessas manhãs de primavera, nós do zine/blog Canibal Vegetariano fomos até Campinas para falar com Daniel ETE, baixista das bandas Muzzzarelas e Drákula e também organizador do Auto Rock Campinas, festival independente que chega a sua sexta edição e rola de 1 a 11 de dezembro. Entre a venda de um disco e outro, Daniel, que também é dono da loja Chop Suey Discos, falou sobre a edição deste ano e fez um relato dos primórdios do festival. O papo rolou durante uma bela audição de um dos discos mais clássicos do rock, Machine Head, dos ingleses do Deep Purple.

HISTÓRIA

 Além de tocar, organizo eventos desde 1996 e em 2003 não havia feito nada, pois ninguém queria saber sobre rock independente. até o dia em que um amigo chegou e disse para eu deixar de organizar shows de rock e sim fazer um festival. A primeira edição rolou nesse mesmo ano com quatro dias de duração. Fizemos isso na base da cara de pau, pois não adiante apenas reclamar que tudo está uma merda, e daí? Devemos protestar, reclamar, mas precisamos fazer algo também, aí começou a rolar. Os shows e algumas exposições rolaram no Evolução, uma casa bem legal que existia no Centro de Campinas.
No segundo, em 2004, rolou em um um sábado, domingo e alguns dias da semana. Em 2005 houve apenas um dia apenas com bandas. Aí, totalmente influenciado pelo festival Cardápio Uunderground, depois de dois anos sem fazer o festival, voltamos em 2008 com 10 dias seguidos de diversas atrações entre elas várias exposições, shows, mostra de vídeos e etc. E para organizar um evento deste tipo precisei e preciso de muita ajuda, uma das grandes colaboradoras do Auto Rock é minha esposa Valquíria. Ano passado não organizamos o festival pois nasceu nossa primeira filha e optamos por não fazer.
Antes o evento era pensado apenas para Campinas, depois passou a ser comentado e divulgado na Região Metropolitana de Campinas (RMC) atualmente estamos indo muito além disso.

2011

A abertura oficial será nesta quinta-feira, 1 de dezembro na loja Disorder onde rolará uma expoisção de camisetas e peça de skate velho. Teremos desde camisetas de auto lanche até coleção de camisetas dos Ramones e AC/DC para mostrar como era o silk screen há alguns anos. Ainda não decidi, mas penso em fazer algumas camisetas do festival no local e no mesmo espaço haverá uma apresentação da banda Violentures que fará um set acústico.


Depois da abertura oficial, seguimos para o Bar do Zé, onde rolará Get Crazy, banda formada por ex-membros da Lunettes, e Merda, que apresentará a música do ano, Maradona. Acredito que para este ano não tem para ninguém. Não tem para NX Zero, Beatles, Led Zeppelin. A música do ano é do Merda.

SHOWS

Haverá muitos shows, para todos os tipos de público rock, do indie ao metal. No dia 11 haverá o show de encerramento com muita banda boa. Entre as atrações teremos Forgotten Boys, Garage Fuzz, Wander Wildner entre outras bandas sensacionais. Haverá show em várias partes da cidade, inclusive uma noite apenas com bandas de metal, entre elas a clássica banda Executer, de Amparo, com seus mais de 20 anos de carreira.

DRÁKULA

No penúltimo dia do festival o Drákula lança seu disco novo, Vilipêndio a Cadáver,  no Bar do Zé. Tocaremos juntos com o australiano Simon Chaisaw, o cara que é nosso professor de rock australiano, afinal o cara é do país em que a maior banda local é o AC/DC .

APOIO PÚBLICO

Temos apoio do Bruno Ribeiro, secretário de Cultura de Campinas. A secretaria é parceira desde 2005 quando apresentamos o projeto. Eles contratam artistas, libera a estação para realização de show gratuito. Nosso festival não é competitivo . Não repetimos atrações ou fazemos sempre com as mesmas bandas. Nós trazemos bandas que nao têm a visibilidade que merece. Temos uma proposta muito legal. Tem muita banda que tocará por aqui e eles não tem espaço nos festivais que rolam pelo país. Teremos bandas clássicas, como Executer e bandas novas como Slag que é uma banda muito foda, Hutt, Test,  Tina Thunder Dokery Duo, será algo muito bacana.

Canibal Vegetariano
Drákula
VÍDEOS

Além dos shows, haverá várias apresentações de vídeos. Vamos passar dois filmes sobre a visão americana do punk rock, entre eles "Subúrbia"  que mostra uma visão pós apocalíptica, a partir de 1982, em que o mundo fica uma verdadeira merda. Teremos várias opções de filmes, principalmente voltados para o rock, são filmes engraçados. E teremos também a apresentação de vários curtas de terror.
Vamos passar também uns vídeos feito por nossa turma, com cenas de shows de metal dos anos 80, mais precisamente em 1988, e também de shows do Cólera em Campinas. Haverá diversão total para muita gente.



TRABALHO

Organizar um festival desse porte dá muito trabalho e tem gente que pensa que somos vagabundos, só porque gostamos de rock, tatuagens. Vagabundo para mim é quem fica puxando o saco de chefe, de patrão, pessoas que não produzem. Tem gente que não consegue se manter sozinho, precisam da ajuda de pai, mãe, mas que são grandes artistas, vamos dizer que um cara desse é vagabundo? Vagabundo é quem não faz nada e fica apenas ali, sugando.

PREÇOS
Canibal Vegetariano
Get Crazy
O show mais caro custa R$ 15, mas com nome na lista sai por R$ 12. tem gente que irá reclamar, mas ainda não dá para fazer tudo grátis. Espero um dia poder fazer algo em que o público não pague e as bandas recebam o que merecem, mas enquanto isso nao rola, teremos que cobrar um pouco. No último dia que haverávários shows na estação, a entrada é gratuita.

CONVITE

Espero que as pessoas compareçam, divirtam-se, participem e se você tem banda, manda material, pois nós trabalhamos apenas com bandas autoriais.

Nenhum comentário: