______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Uma noite de muito rock’n’roll

Canibal Vegetariano

Nem o forte calor feito em excesso nas últimas semanas ou a falta de chuva fazem a equipe do Canibal Vegetariano ficar parada quando tem rock’n’roll de boa qualidade para rolar na região. E a noite de sábado, 8 de fevereiro prometia. Dois shows programados em duas cidades, Bragança Paulista e Campinas.
Como os eventos seriam realizados em horários distintos, conseguimos ir para as duas cidades. Nossa primeira parada foi em Bragança, onde na Casa das Mangueiras, rolaria a apresentação em comemoração de um ano da banda formada apenas por garotas, Framboesas Radioativas.
Por incrível que pareça desta vez chegamos antes do início do show w conseguimos nos alimentar e ingerir bebidas, devido ao calor, para tentar amenizar os efeitos do clima extravagante que tem rolado ultimamente.

Canibal Vegetariano

Após algum tempo de espera o power trio feminino ocupou o palco do local e passaram a tocar bom rock’n’roll. As gurias mostraram que, mesmo sendo bem jovens e apenas um ano com banda, quem conhece rock e tem vontade faz a “parada” acontecer. Com bons riffs e uma mistura de pop, rock e punk, elas fizeram uma apresentação simples e direta como tem que ser o rock, sem frescuras!!! O show, além da comemoração, foi realizado para angariar fundos para gravação do primeiro álbum do trio.

CAMPINAS

 Canibal Vegetariano
 Assim que a apresentação das Framboesas terminou nos encaminhamos para Campinas, onde acompanharíamos o show de uma das bandas mais interessantes do cenário independente nacional, Macaco Bong.
Ao chegarmos no tradicional Bar do Zé foi inevitável tomar uma gelada devido ao imenso calor que fazia, mesmo sendo quase meia noite. Depois de nos hidratarmos e fazer uma leve alimentação, fomos para a pista, para se posicionar para fotos.
Canibal Vegetariano
A apresentação começou como era esperada e o rock’n’roll foi a  tônica do início da madrugada. Com um som muito peculiar, os matogrossenses mostraram como se faz rock instrumental. Com som alto, bateria precisa, baixo marcantes e a guitarra com estilo que lembra o psicodélico, o show dos caras mostrou que a banda chegou onde está por muito mérito, pois não é todo dia que se vê músicos com tanta técnica que fazem rock de primeira qualidade, com alma!
Depois de uma apresentação que nos deixou com sorriso de orelha a orelha, só nos restou quitar a conta e voltar para casa com bela brisa da madrugada que ajudou a relaxar e nos preparar para próxima semana, pois o rock’n’roll não para.

Nenhum comentário: