______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Os sons de Sputnik


Os Sons de Moscou com base de Sputnik desempenha um conjunto combinado de post-rock e shoegaze com um ligeiro recuo de noise rock. Enquanto este som é inspirado pelos sons de bandas como My Bloody Valentine, Jesus and Mary Chain, Ride, Sonic Youth, Happy Mondays, e Slowdive, a produção musical deste projeto especial de hoje, na verdade, parece estar mais próximo do estilo de Mogwai , Air Formação, Hammock, Airiel, Jesu, Highspire, e O Triste Crepúsculo.

Sons do Sputnik é o projeto solo de Roman Kalitkin, antes do Rostov infame (sul da Rússia) pós-punk banda shoegaze Sputnik-Vostok. Hoje em dia, Roman tem colaborado com vários músicos em canções individuais, que são, principalmente, os membros de seu grupo anterior Sputnik-Vostok, que fundou Roma - trabalhando principalmente com Sergei Cherevkov e Mazherovsky Oleg, que ele ficou com a formar Sputnik-Vostik durante a sua serviço militar obrigatório na Tchecoslováquia (durante a era soviética).

Enquanto primeiro influenciados a pegar um instrumento ao ouvir The Beatles, de volta em um momento em ofertas mais musicais foram controlados pelas autoridades estaduais, Roma entrou para uma banda, enquanto no ensino médio e tinha planejado para prosseguir esforços de orquestra até que ele foi convocado para o exército obrigatório serviço.

Música Sputnik-Vostok foi grandemente influenciado por The Cure, The Smiths e Joy Division ... Em suas próprias palavras: "no final dos anos 80, que estavam realizando em muitos festivais como Sputnik-Vostok e praticamente parecia" corvos brancos ", montado em uma mania nova onda contra o fundo de muito hard rock". No entanto, o grupo logo acumulou um grande número de fãs, eventualmente, que institui o "Clube Indie 100%" e ainda a criação de uma mistura shoegaze / dreampop de música mais parecida com My Bloody Valentine, Jesus and Mary Chain, Ride, Sonic Youth, Happy Mondays, . e Slowdive Eles gravaram vários álbuns em que o tempo - tanto em Inglês e Russo, conhecido principalmente a um estrato estreito dentro da cultura indie da Rússia da época.

Havia alguns "entre anos" em termos de empreendimentos musicais ciganos - quando o Sputnik-Vostok mudou-se para Moscovo em 1997, divididos em duas faixas separadas, sob gerente / escritor Ivan Trofimov: "Berlin-Bombay" (em que Roman participou) e "Zapreshennie Barabanshiki", uma banda que se tornou tão famoso na Rússia que é praticamente um nome familiar hoje.

Romano já trabalhou com o canadense-ucraniano indie rock dreampop duo Ummagma, primeiro com Shauna membro da banda nos anos pré-Ummagma e depois como co-autor da canção Ummagma "Live and Let Die" (de sua "antigravidade" álbum de estreia). Depois de aperfeiçoar sua forma de tocar e as habilidades de gravação e através de várias colaborações, Roman refinou seu som para um que não só é exclusivo para a Rússia, mas para o mundo. Ele já lançou sete vídeos em apoio da sua própria música e duas versões do vídeo para Ummagma "Live and Let Die". Este vídeo foi listado nos vídeos top-10 para 2012 por vinte e goto-Dez (agora Outersounds Underground). Sons do Sputnik "A Missão" é atualmente # 29 no Music Chart escocês Nova para fevereiro.

Sons do Sputnik está atualmente em estúdio gravando e colaborando com Ummagma em material para seu EP próxima conjunta, que deve ser liberada para o início do verão de 2013.



The sounds of Sputnik

The Moscow-based Sounds of Sputnik play a combined array of post-rock and shoegaze with a slight kickback to noise rock. While this sound is inspired by the sounds of such bands as My Bloody Valentine, Jesus and Mary Chain, Ride, Sonic Youth, Happy Mondays, and Slowdive, the musical output of this particular project today actually seems to be closer to the style of Mogwai, Air Formation, Hammock, Airiel, Jesu, Highspire, and The Twilight Sad.


Sounds of Sputnik is the solo project of Roman Kalitkin, previously of the infamous Rostov (southern Russia) post-punk shoegaze band Sputnik-Vostok. Nowadays, Roman has been collaborating with various musicians on individual songs; these are mainly members of his previous group Sputnik-Vostok, which Roma founded – working mainly with Sergei Cherevkov and Oleg Mazherovsky, who he hooked up with to form Sputnik-Vostik during their mandatory army service in Czechoslovakia (during Soviet times).

While first influenced to pick up an instrument upon hearing The Beatles, back at a time when most musical offerings were controlled by state authorities, Roma joined a band while in high school and had planned to pursue orchestral endeavors until he was summoned for his mandatory army service.

Sputnik-Vostok’s music was greatly influenced by The Cure, The Smiths and Joy Division... In his own words: “in the late 80s, we were performing at many festivals as Sputnik-Vostok and we virtually looked like "white crows", riding on a new wave craze against the background of overly hard rock music”. However, the group soon amassed a large number of fans, eventually establishing “Indie Club 100%" and further creating a shoegaze/dreampop blend of music more closely resembling My Bloody Valentine, Jesus and Mary Chain, Ride, Sonic Youth, Happy Mondays, and Slowdive. They recorded several albums in that time – in both English and Russian, known mainly to a narrow stratum within Russia’s indie culture of that era.

There were some “in-between years” in terms of Roma’s musical endeavors – when Sputnik-Vostok relocated to Moscow in 1997 and then divided into two separate bands under manager/writer Ivan Trofimov: “Berlin-Bombay” (in which Roman participated) and “Zapreshennie Barabanshiki”, a band that became so famous within Russia that it is virtually a household name today.

Roman has worked with Canadian-Ukrainian indie rock dreampop duo Ummagma, first with band member Shauna in the pre-Ummagma years and later as co-author of Ummagma’s song “Live and Let Die” (from their debut album “Antigravity”). After honing his playing and recording skills and through various collaborations, Roman has refined his sound to one that is not only unique for Russia, but for the world. He has released seven videos in support of his own music and two versions of the video for Ummagma’s “Live and Let Die”. This video was listed in the top-10 videos for 2012 by Twenty-goto-Ten (now Outersounds Underground). Sounds of Sputnik’s "The Mission" is currently #29 in The Scottish New Music Chart for February.

Sounds of Sputnik is currently in the studio recording and collaborating with Ummagma on material for their forthcoming joint EP, which should be released towards early summer of 2013.

Um comentário:

Rose prado disse...

Muito bom Canibal!Como sempre arrasando!Os caras arrasam!Não conhecia o som deles!Muito bom!!Parabéns!!!