______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

O ano em que o mundo não acabou


          
2012 foi embora, viramos mais uma página e toda vez, ao findar de um período, o ser humano tem curiosidade de olhar para trás e ver o que ocorreu, seja de bom ou ruim. E o ano que terminou há dois dias, foi marcado pelo possível fim dos tempos, mas que não passou nem perto disso. Assim como anos anteriores, houve muitos fins, mas também muitos inícios.
                Para muitos, 2012 será marcado pelos títulos do Corinthians, na Libertadores e no Mundial. E o futebol paulista dominou a cena no ano passado. O ano não foi 100% para os times de São Paulo, pois o Fluminense conseguiu vencer o Campeonato Brasileiro. O Santos venceu o campeonato regional e a Recopa Sul-Americana. O São Paulo ficou com o título da Copa Sul Americana e o Palmeiras, apensar do rebaixamento para Série B, levantou a taça de campeão da Copa do Brasil. Ainda na "praia" do futebol, um dos destaques foi à queda de Mano Menezes do comando da Seleção Brasileira e a volta ao passado, um retrocesso sem tamanho, ao trazer Luiz Felipe Scolari novamente como técnico.
                Para outros, o ano que há pouco se despediu, renova a esperança na política partidária, muito devido ao que ocorreu no pleito eleitoral realizado em outubro, em que muitos neófitos foram eleitos para os poderes Executivo e Legislativo das mais de 5 mil cidades do País. Outro destaque na política brasileira foi o julgamento do mensalão, muito comentado, extremamente divulgado, que resultou na condenação de muitas "raposas" da política partidária brasileira.

Reprodução Internet
                Como sempre, o ano foi marcado por desastres realizados pelo homem, guerras, conflitos, crises econômica, brigas, intolerância e pré conceito. E também desastres naturais, tão comuns no planeta e que ainda chama atenção de parte da mídia que gosta de bater no drama de pessoas que terminam como vítimas.
                Mas, apesar dos pesares, o mundo seguiu, e chegamos a 2013, e vamos falar um pouco sobre cultura. No cinema 2012, destaque para filmes muito aguardados. Batman, o Cavaleiro das Trevas Ressurge, levou muita gente aos cinemas e pos fim a uma trilogia que teve início com Batman Begins. No final do ano, o público voltou a se encantar com as histórias do mestre Tolkien, com o filme O Hobbit. Mas o cinema independente também produziu, assim como o cinema brasileiro e sul-americano, com filmes incríveis que precisam ser descobertos.
                Na música, o Brasil recebeu alguns festivais e muitos shows gringos. O Lolapalloza teve como grande destaque os estadunidenses do Foo Fighters, que tem à frente do palco Dave Ghrol, o eterno baterista do Nirvana. E o show deles foi um dos últimos da banda, que entrou em hibernação e não tem prazo para "acordar". Além deles, houve outras apresentações, mas o show do Kiss foi muito aguardado e recebeu grande público.

                Em nossa região, sem dúvida, o grande destaque foi o Grito Rock que trouxe para muitas cidades, bandas que batalham na cena independente e algumas conhecidas. Atibaia foi palco do show do Ratos de Porão, banda liderada por João Gordo há mais de 30 anos e agitou muitos "tiozinhos" e uma nova leva de jovens que estão em fase de conhecimento musical. No mesmo dia, houve apresentação das bandas Leptospirose, Crucifire e Sujeito a Lixo. A expectativa também é grande para saber o que rolará neste ano.
                Bragança Paulista também recebeu shows que foram divididos em dois dias e um dos destaques foi a apresentação da banda goiana, Black Drawning Chalcks. Além deles, houve shows de bandas locais e de outras regiões do Brasil que agitaram o público no final do verão. E no final do ano, Bragança foi palco da 9ª edição do Cardápio Underground, festival que em vários dias reúne várias manifestações artísticas, principalmente voltado aos independentes.

                Na parte de discos, duas das melhores bandas de hardcore da atualidade lançaram dois ótimos trabalhos. Os capixabas do Conjunto de Música Rock Merda foram responsáveis por Índio Cocalero, lançado em vinil e em CD, que mostra a música totalmente livre e sem seguir modismos do trio capitaneado por Fábio Mozine. Outro lançamento que deixou os fãs de "queixo caído" foi o "Pedras Portuguesas na Sua Cabeça", dos cariocas d'Os Estudantes, também lançado em vinil, que mostra o poder do som urgente e pesado feito por bandas brasileiras. Outra banda que soltou um CD muito interessante foram os sergipanos do The Renegades of Punk.
                Agora, é deixar 2012 no passado e olhar à frente. Que os shows, festivais e lançamentos de discos de bandas independentes se multipliquem, não apenas em nossa região, mas em todo Brasil, afinal, todos precisam de acesso à cultura e os artistas de palcos para apresentações. Quem sabe 2013 não marque o início de uma nova era no underground nacional?


  
                

Um comentário:

Maura C. Parvatis disse...

Realmente, 2012 foi um ano marcado por muitos eventos incríveis que não tive a chance de participar...
Que em 2013 aconteça eventos tão legais quanto os do ano anterior e que eu possa ir! o/

=*

http://mauraparvatis.blogspot.com/