______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

sábado, 31 de julho de 2010

Mais que um documentário, uma lição de vida


Capa do DVD "Breaking Brazilian Bones in Europe" que já está disponível para venda

Já está disponível em DVD para todos os fãs de rock pauleira do mundo, o mais novo lançamento da Laja Records, o documentário "Breaking Brazilian Bones in Europe" tour 2007. Mais que um simples documentário sobre a viagem de duas bandas, de rock, brasileiras à Europa, o filme é uma lição de vida àqueles que tem uma banda, ou pretendem ter uma, pois ali está relatado quase tudo o que rola em uma turnê de rock independente.
Inicialmente a turnê estava prevista para acontecer em 30 dias, entre outubro e novembro de 2007, mas devido a um acidente automobilístico, a viagem foi interrompida. Detalhes desta turnê sensacional pode ser conferida no livro do guitarrista e vocalista da Leptospirose, Quique Brown. Em 2008 ele lançou "Guitarra e Ossos Quebrados", com histórias das viagens, shows e muitas fotos dos locais visitados pelas bandas. O documentário recém lançado vem para completar este relato, com imagens que hora chegam a ser engraçadíssimas e em outros, um tanto tristes, devido ao estado de saúde que alguns músicos ficaram devido ao acidente.
Além de imagens e locais bonitos, o vídeo apresenta vários momentos das bandas nos palcos gringos, principalmente Alemanha e Holanda. Há várias cenas da banda Merda assim como da Leptospirose, além de uma banda da Indonésia e um papo com o "Homem Horrível", que ficou conhecido nos marcadores de páginas do livro de Quique Brown.
O documentário realizado por Binho Miranda e Rogério Japonês é uma jóia rara, pois capta a essência de cada integrante, seja nos palcos, nos bastidores, vendendo mercadorias antes e depois dos shows em barraquinhas recheadas de CD's, camisetas e outros materiais de divulgação. Nós concordamos com Rodrigo Lima, da banda Dead Fish que escreveu a sinópse do filme no encarte. Em um dos trechos ele cita: "... Este documentário é uma lição para quem quer ser roqueiro e acha que não vai se foder por aí. E outra para quem ama tocar: conhecer o desconhecido, viver sem concessões e se jogar no mercado do rock independente mundial". Antes de finalizar, deixo uma dica: leia o livro e veja o filme, não necessariamente nesta ordem.

Nenhum comentário: