______Versão on-line do zine Canibal Vegetariano______

Somos loucos apaixonados por rock, buscando sempre divulgá-lo de forma independente, sem jabá e amarras.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Os Vulcânicos: uma 'erupção' de rock'n'roll


 I Hate Flash
Os Vulcânicos são daquelas bandas que quando você ouve logo lembra de muitas coisas feitas ao longo de décadas e anos, mas mesmo assim, eles conseguem soar com algo novo. A mistura do pós moderno com rock dos tempos de ouro, faz dessa banda ser uma novidade muito bem vinda e quem gosta de rock para agitar e se divertir, nada melhor do que ouvir o som desses caras. Para saber mais sobre esse trabalho, conversamos com o guitarrista e vocalista Dony Escobar, que também ataca no baixo da banda Os Estudantes. Abaixo você confere entrevista na íntegra.

Canibal Vegetariano: Cara, como surgiu Os Vulcânicos, quem são os integrantes atuais? Houve mudança na formação?
Dony Escobar: Bem, tudo começou em 2009. Tocávamos covers em um bar pé sujo na Lapa (Rio de Janeiro) todas as sextas e sábados. A nossa ideia era tocar coisas legais, que geralmente não se ouve ao vivo em bares. O que chamou atenção das pessoas, acho que foi o fato da gente envenenar esses covers e transformá-los em uma coisa meio nossa. Sem contar também que éramos muito barulhentos e tocávamos muito alto para uma banda de bar.
 Depois de 2 anos metidos nessa roubada, resolvemos compor algumas músicas e logo mais, seria lançado o nosso primeiro EP com 5 músicas. Sendo uma delas versão Surf/Instrumental para o clássico Juízo Final do Nelson Cavaquinho. Começamos como um quarteto. Depois viramos um trio e tínhamos vários bateras “subs” até o Zozio assumir de vez as baquetas. A formação atual é: Eu (guitar/voz), Zozio (bateria/voz) e Filipe Proença (voz/baixo). 
 Patricia Moreira Lima
CV: E essa sonoridade meio garage rock, anos 50, com pitada de punk. Como surgiu essa mistura?
DE: Se você é fã dos Cramps, Sonics, Dick Dale, Johnny Cash e resolve formar uma banda, naturalmente, vai sair algo semelhante. É claro que no começo de tudo você já tenta pensar como sua banda vai soar e tal e rola uma certa preocupação boba. Mas, acabou dando nisso.
CV: Quais são suas influências musicais e como é tocar em uma banda que é muito diferente, você é baixista d'Os Estudantes?
DE: Vixe! Vou pensar em algo que defina o que sou musicalmente sem ficar de blá blá blá. (risos)
Deixa eu ver... "Digamos que Hendrix e Link Wray pararam um dia, sentaram juntos para ouvir Dead Kennedys e resolveram montar um projeto com East Bay Ray. Depois viajaram juntos para o Peru e conheceram os insanos Los Saicos. Depois disso, se juntaram todos para tocar covers dos Pixies e Patife Band no velório do Krist Novoselic". É uma metáfora idiota, mas acho que dá para resumir bem.
Mesmo eu sendo guitarrista, toco baixo n`Os Estudantes já tem mais de 4 anos.Não tem muita diferença. Uma banda faz um barulho rápido, violento e cru. A outra faz um barulho não muito rápido, reverberado e cru.
CV: O que Os Vulcânicos representa para você?
DE: Só amor!! hehe

CV: Como é o trabalho de composição n'Os Vulcânicos? Vocês fazem trabalho em grupo ou é um lance mais individual?
DE: Normalmente, eu crio algum riff e gravo falando alguma merda por cima e envio para o Zozio e para o Filipe. Depois disso, em algum momento, entramos em estúdio ou vamos pro sitio do Zozio no meio do mato lá na cidade de Piraí, jogamos tudo na mesa ao 'vivão' e juntos vamos mudando, encaixando isso, tirando aquilo, até chegar no ponto certo.  
 Marina Marchesan
CV: Qual sua opinião sobre a cena atual do rock e também do underground, não apenas no Rio de Janeiro, mas no Brasil em geral?
DE: A cena aqui no Rio é aquela coisa, né? Tenho coisas ruins e boas para falar. Melhor deixar quieto.
Uma coisa engraçada que rola com Os Vulcânicos é que conseguimos atingir um público grande e muito variado. Se você for em nosso show aqui no Rio, você vai encontrar punks, hippies, rastafaris, anarcopunks, galera indie, galera rockabilly, galerinha rocker, mods, hipsters da Lapa, galera universitária e etc. Não me pergunte o porquê! Acho isso legal para caralho.
Enquanto ao restante do Brasil, vejo várias bandas legais de lugares diferentes que vem se destacando como Os Beach Combers (Rio de Janeiro), Leptospisore (Bragança Paulista), Renegades of Punk (Aracaju), Damn Laser Vampires (Porto alegre) e mais uma porrada de coisas legais. Então isso é sinal de que algo legal acontece em outras cidades desse Brasil.

CV: Quantos trabalhos você lançou com esta banda?
DE: Dony: Foram dois: Os Vulcânicos (EP) 2012 e El Truco (EP) 2013
CV: O que vocês esperam para a banda neste final de 1º semestre e como será o restante do ano?
DE: Em janeiro lançamos um EP com 4 músicas intitulado de “El Truco” gravado no Estúdio Superfuzz (mesmo estúdio onde foram gravados os 4 últimos trabalhos d´ Os Estudantes). Estamos na pilha de fazer um clip para uma dessas 4 músicas ou um vídeo ao vivo com um aúdio maneiro. Gosto mais da segunda opção. Vídeo de banda ao vivo, bem feito e bem produzido é o que há. Assim você ver realmente qualé da banda. Sem frescuras e sem maquiagem!
Queremos sair mais do estado do Rio. Ir mais para São Paulo/interior e futuramente, Sul, Nordeste e etc. Esse ano ainda devemos tocar em Belo Horizonte e São Paulo.
CV: Quais são os espaços que vocês mais se apresentam?
DE: Mesmo com menos de 4 anos de banda... Já fizemos muitos, mas muitos shows mesmo. Creio que mais de 500. Tenha certeza de que somos uma das bandas que mais faz shows nessa cidade. Sempre pegamos um pico fixo para tocar todas as semanas. E vira e mexe, tocamos em festivais como o Mola 2012 no Circo Voador que tocamos junto com O Terno e Mallu Magalhães.
Atualmente tocamos todas as quintas no Pica Pau Cultural da Lapa (Sinuca Tico-Taco). É um evento nosso e sempre levamos outras bandas e artistas.
Ana Schlimovich
CV: Agradeço pela entrevista e deixo espaço para considerações e finais e também mercham. Abraço.
DE: Ouçam “El Truco” nosso segundo EP. Foi lançado no final de janeiro e ainda está fresco. São 4 músicas na pressão que juntas dão exatamente 13:30.
Pra quem quiser baixar nosso EP via Mediafire:
Vai zipado com as 4 músicas em MP3 (320 kbps) + Capa + Ficha Técnica.
Contato para shows: 
Don´t Mind The Fuzz Produções Artísticas
Tel: (21)8170-3199 - Falar c/ Guzz
Email: contato.vulcanicos@gmail.com
Valeuzão!
Abraços.
   

Um comentário:

Rose prado disse...

Muito boa a entrevista!Iniciaram em 2009...Uma estrada longa já.Canibal,não preciso nem dizer,você arrasa!Sempre com novidades interessantes!Sucesso hoje e sempre!Abraço.